Mandetta: Bolsonaro quer cloroquina para conseguir reabrir a economia e não para salvar vidas

No final da manhã desta sexta-feira, dia 15 de maio, o ex-ministro Luiz Henrique Mandetta fez criticou a tentativa de se “empurrar” um tratamento para o novo coronavírus com cloroquina e hidroxicloroquina, medicamentos que ainda não tiveram eficácia comprovada pela covid-19.
Em entrevista ele revelou que muitas pessoas acabam tendo problemas cardíacos com o uso da medicação defendida por Bolsonaro.

Para o médico, é uma tentativa de fazer com que as pessoas se sintam confiantes e, assim, reabrir a economia.

Desde que soube da demissão de seu substituto, o médico Nelson Teich, Mandetta tem se mostrado preocupado e inconformado com os rumos que o governo tem seguido.


Todos contra a Covid-19!

É importante dizer que o novo Covid-19 é um vírus totalmente contagioso, que pode ser transmitido com muita facilidade.
O coronavírus provoca sintomas como febre, dor de cabeça, dificuldade em respirar, podendo levar ao óbito.
Para se proteger é indicado evitar aglomerações de pessoas, utilizar máscaras de proteção e lavar as mãos com frequência.

Fique em casa!


Postar um comentário

0 Comentários