A Ventosaterapia é uma técnica terapêutica onde através do vácuo se aplicam ventosas que sugam a pele, de forma a tratar diversos problemas ou doenças como dor nas costas, reumatismo, artrite, diabetes, dor de cabeça, hepatite ou dor no estômago, por exemplo. 
Quem realiza esta técnica devem ser fisioterapeutas ou acupunturistas formados e experientes, que aplicam copos de ventosa de acrílico ou ventosa de vidro em diferentes regiões das costas. Para fazer o vácuo, o profissional irá utilizar uma bomba de vácuo ou fogo. 

Para que serve 

A ventosaterapia pode ser usada no tratamento de problemas, como
  • Dor nas costas;
  • Problemas cardíacos; 
  • Hepatite; 
  • Diabetes; 
  • Reumatismo;
  • Artrose; 
  • Tosse, asma ou bronquite; 
  • Sinusite e rinite; 
  • Pressão alta; 
  • Dor de estômago e má digestão; 
  • Problemas nos intestinos; 
  • Dor de cabeça e enxaqueca; 
  • Problemas no fígado; 
  • Problemas no sistema urinário; 
  • Câncer.
Além disso, esta técnica também pode ser usada para a realização de tratamentos estéticos, sendo também indicada para a eliminação da celulite, atenuação de estrias ou para perda de gordura localizada nas coxas ou no abdômen por exemplo. 
É uma técnica muito popular na china conhecida como JiaoFa, na coreia como Buhang e no Japão a ventosaterapia se chama Suidama.

Como funciona a Ventosaterapia

A Ventosaterapia ajuda a estimular a circulação sanguínea local, devido à drenagem do sangue que acontece através do efeito da sucção das ventosas. Assim, a vasodilatação local feita pela ventosa promove a circulação sanguínea, assim como ajuda a eliminar gases e toxinas do interior do corpo, contribuindo para a sua limpeza, purificação e desintoxicação do corpo. 
Além disso, esta técnica melhora também a nutrição da pele, aumenta o oxigênio no sangue e melhora a imunidade e resistência do organismo, ajudando assim a equilibrar as funções básicas do organismo. 

Porque surgem manchas roxas e o que significam

A Ventosaterapia provoca o surgimento de manchas roxas circulares na pele indolores, que surgem devido à pressão exercida pelas ventosas sob a pele. Estas manchas roxas são hematomas que se forma devido a uma infiltração de sangue na pele. 
O tipo e cor da mancha provocada pela ventosa dependo do estado de saúde em geral e da quantidade de toxinas acumuladas no sangue, devendo o resultado ser interpretado pelo fisioterapeuta ou acupunturista. Por exemplo, se a sucção provocar uma mancha com água isso significa que existe retenção de líquidos, que pode estar sendo causada por problemas como diabetes ou hepatite. Por outro lado, se no local da mancha se formarem diversas bolhinhas roxas ou castanhas, isso pode ser sinal de reumatismo, artrite, baixa imunidade, pressão alta ou artrose, por exemplo. 
Geralmente as ventosas são aplicadas em diferentes regiões das costas, dependendo do problema ou órgão a tratar, tal como demonstrado na imagem: 
Este conceito baseia-se no princípio da reflexologia, um tipo de terapia alternativa que estimula pontos específicos do corpo de forma a tratar alguns problemas ou doenças.

Quando não é indicada

Em algumas situações é contraindicada a realização da Ventosaterapia, como:  
  • Após a realização de exercício físico;
  • Quando existem massas, úlceras, ferimentos ou alergias na pele; 
  • Em caso de inchaço nas articulações; 
  • Quando existem sinais de fratura em algum membro; 
  • Quando existem doenças ou problemas que provocam sangramentos; 
  • Em caso de febre, convulsões ou espasmos. 
Além disso, esta técnica não deve ser realizada na barriga, cintura ou seios de mulheres grávidas ou em mulheres com a menstruação. 

Postar um comentário:

0 comments: